A - B - C - D - E - F - G - H - I - J - K - L - M - N - O - P - Q - R - S - T - U - V - W - X - Y - Z

 

OLIVEIRA, Laelson Moreira de  

( AL ) Obra: As Coisas Em Volta . crônicas, Maceió, SERGASA, 1994.


Para alteração no verbete, faça uma solicitação pelo formulário abaixo:

:



:
 

OLIVEIRA, Leonino Correa de  

veja CORREIA, Leonino .... de Oliveira


Para alteração no verbete, faça uma solicitação pelo formulário abaixo:

:



:
 

OLIVEIRA, Manoel Augusto de  

( Taboleiro do Pinto, Santa Luzia do Norte AL 6/9/1879 - São Benardo das Russas CE 5/6/1919 ) Poeta, jornalista, advogado, magistrado. Aprendeu ensinando nos colégios de Alagoas e Pernambuco, e com sacrificios tornou-se bacharel em Direito (1904). Colaborou em jornais do Recife, quando estudante. Foi professor do Instituto Aires Gama, na mesma cidade. .Por problemas familiares transferiu-se para o Ceará onde foi nomeado Delegado de Policia da Capital. Criou desafetos entre famílias poderosas por se negar a atender a solicitações para liberar presos. Por tais fatos, demitiu-se do cargo. Foi juiz substituto dos termos de Aracati, Senador Pompeu e Quixadá, no Céara. Posteriormente, foi nomeado Juiz de Direito de São Bernardo das Russas, no mesmo estado. Ao assumir o cargo, imprimiu maior circunspecção no tribunal do júri e nas audiências. Os processos de muitos assassinos achavam-se há muito, empilhados, e ninguém fazia com que prosseguissem. Ele o fez.. Começou a receber pedidos de não mexer neles e depois ameaçadoras cartas anônimas. Uma noite o abateram a punhal.. Patrono da cadeira 20 da AAL. Publicou poesias esparsas em jornais.


Para alteração no verbete, faça uma solicitação pelo formulário abaixo:

:



:
 

OLIVEIRA, Manoel Bezerra Corrêa de  

( Sítio Caípe, União dos Palmares AL 26/12/1881 - Campo Grande MT 24/3/1920 ) Poeta, jornalista, advogado, promotor, juiz. Filho de Esichio de Barros Bezerra e Maria da Conceição Oliveira. Curso primário em sua terra natal, no Colégio Souza Lobo. Em 1896 freqüentou o Colégio dirigido por Manoel Leopoldino Pereira Neto, em Maceió. Formou-se na Faculdade de Direito do Recife (1903) e foi Promotor Público em União dos Palmares. A convite de João de Aquino Ribeiro, seu amigo e conterrâneo, então Chefe de Polícia de Mato Grosso, mudou-se para aquele Estado, onde exerceu o cargo de Procurador Geral da República e, depois, Juiz de Direito de Livramento (MT). Por motivos políticos, regressa a Alagoas em novembro de 1906, indo morar em União. Posteriormente, em julho de 1909, foi nomeado Promotor Público de Penedo, não tendo aceito o cargo, sendo em 9 de setembro do mesmo ano nomeado Juiz Substituto de Cajueiro. Colaborou em jornais, em especial em O Norte, órgão do Partido Republicano Liberal. No Governo Clodoaldo da Fonseca foi nomeado 2o. Comissário de Polícia da Capital, ocupando, interinamente, os cargos de comissário de Polícia em Atalaia, Paraíba, Viçosa e Água Branca, sempre em momentos de graves agitações políticas. Demite-se e volta a morar em União, onde advoga. Tenta, sem êxito, a agricultura, plantando cana em Murici. Retorna a Mato Grosso, voltando ao cargo de Juíz de Direito. Doente, viaja para o Rio de Janeiro, e de trem para Corumbá, morrendo durante a viagem. Patrono da cadeira 17 da AAL. Povina Cavalcanti no seu discurso de posse na AAL, deu-lhe o título de "O Solitário do Caípe". É, ainda consierado, pelo mesmo Povina, .o primeiro poeta, cronologicamente falando, nascido na União .. Publicou: Tróia Negra ( O título correto seria Entre a História e a Lenda ?); Carta Aberta, Revista da AAL, n. 12, p. 129 (Antologia do soneto alagoano); Romeu de Avelar o incluiu em sua Coletânea de Poetas Alagoanos. Segundo ainda Romeu de Avelar e Povina Cavalcanti teria deixado Bromélia, um livro inédito de contos.


Para alteração no verbete, faça uma solicitação pelo formulário abaixo:

:



:
 

OLIVEIRA, Manoel José Teixeira de  

( ? ) Deputado provincial, tenente. Deputado provincial nas legislaturas 1844-45, 56/57 e 60-61, sendo nesta última eleito pelo 3º círculo.


Para alteração no verbete, faça uma solicitação pelo formulário abaixo:

:



:
 

OLIVEIRA, Manuel Xavier de  

( AL ? - ? 9/7/1947 ) Deputado federal, professor, advogado, militar. Formado pela Faculdade de Direito da Bahia. Participou da Revolução de 1922. Oficial do Exército. Chefe de Polícia de Sergipe. Comandante da Polícia Militar de Alagoas. Secretário do Interior de Alagoas . Candidato a deputado federal pelo PSD, em 1946, ficou como suplente, tendo assumido a cadeira de abril a julho de 1947.


Para alteração no verbete, faça uma solicitação pelo formulário abaixo:

:



:
 

OLIVEIRA, Marcondes Aurélio de  

 

 (AL  ????) Secretário de estado . Toma posse, em 9/1/2003, na Secretaria de Estado da Indústria,  Comércio e Serviços, no governo  Ronaldo Lessa.


Para alteração no verbete, faça uma solicitação pelo formulário abaixo:

:



:
 

OLIVEIRA, Maria Aparecida Batista de  

 (União dos Palmares AL 1950 ) Escritora, professora, filósofa, pesquisadora, líder de minorias. Filha de João Batista de Oliveira e de Maria do Carmo de Oliveira. Fez o ensino fundamental e médio no G. E. Rocha Cavalcante e Ginásio Santa Maria Madalena, respectivamente. Graduação em Filosofia, UFAL (1978). Especialização em Metodologia e Historiografia, UFAL (1987). Graduação em Direito, CESMAC ???. Mestrado em História, UFAL (2006) com a dissertação: Mulher e Violência Um Pensar Sobre Sua História.  Professora da UFAL, desde 1979. Dirigiu o Centro de Ciências Humanas, Letras e Artes – CHLA (2001-05). Coordenadora do Núcleo Temático Mulher e Cidadania, UFAL (2003-09). Presidente do CEDIM, desde 2005. Pesquisadora da temática da violência racial e de gênero perpetrada contra a mulher. Obras: Magistério: Reprodução da Discriminação Feminina, juntamente com B. Magalhães, S. Abreu, T. Nobre, Curitiba, HD Livros, 1996  Gênero e Sexualidade: Uma Análise do Estudante da Universidade Federal de Alagoas (Série Apontamentos n. 16) juntamente com Belmira Rita da Costa Magalhães, Lenice Pimentel, Maria Cícera Albuquerque e Tânia Nobre Medeiros, Maceió, EDUFAL, 1997; Quiolombolas, Guerreiros Alagoanos: AIDS, Prevenção e Vulnerabilidades, juntamente com Jorge Luiz de Souza Riscado (orgs.), Maceió, EDUFAL, 2011.


Para alteração no verbete, faça uma solicitação pelo formulário abaixo:

:



:
 

OLIVEIRA, Maria Núbia de  

OLIVEIRA, Maria Núbia de ( Própria SE 10/08/1950  ) Poeta, professora.  Filha de João Messias de Oliveira e de Esmeralda Alves de Oliveira. Muito jovem passa a residir em Penedo. Professora de Música e regente do Coral Estigmas. Membro da Academia Penedense de Letras, Artes, Cultura e Ciências, foi sua primeira Secretária, por duas gestões.  Obra:  Arquivo de Sonhos,  Maceió, SERGASA, 1994 (poesia);  O Convento Que Deixei,  Penedo, Casa do Penedo, 1997.  Publicou poemas no Correio do São Francisco  e  na Tribuna Penedense.   Com  O Teu Olhar participou da Coletânea Caeté do Poema Alagoano. Com  as poesias  Arquivos  de Sonhos   e Contrastes de Natal  participou da   Coletânea de Poetas Penedenses, Maceió, SERGASA/SECULT, 1991,  p.93-95,  prefácio de Vera Romariz. Colaboradora do site: www.aquiacontece.com.br

 


Para alteração no verbete, faça uma solicitação pelo formulário abaixo:

:



:
 

OLIVEIRA, Maria das Dores de  

 (Aldeia Brejo dos Padres Tacaratu, PE, 15/04/1964 ) Primeira mulher indígena com doutorado. Filha de Cícero Manoel de Oliveira e de Tereza Freire de Oliveira, índios da etnia Pankararu. Em 1970,  deixam a aldeia e partem para São Paulo. Nesta capital cursou da primeira à quarta série do ensino fundamental. Já residindo em Maceió, foi estimulada a se tornar uma voz para seu povo.  Licenciatura em História, Faculdade de Formação de Professores de Arcoverde - FFPA (1990).  Licenciatura em Pedagogia, UFAL (1997). Mestrado em Letras e Linguística, UFAL (2001) com a dissertação: A Variação Fonética da Vibrante /r/ na Fala Pankararu. Análise Linguística e Sociolinguística. Doutorado em Letras e Linguística, UFAL (2006) com a tese: Ofayé, a língua do Povo do Mel. Fonologia e Gramática. Extensão universitária em Aspectos da Língua Inglesa - Aprenda a Língua Inglesa, UNICAMP (2004).  Outros cursos: Língua Falada e Ensino, UFAL (2002). Semântica e Ensino e Aspectos da Aquisição da Escrita, UFPB (2003). Tópicos em Tipologia I, Línguas Indígenas Brasileiras e Fonética e Fonologia, UNICAMP (2004). Metodologia Experimental em Prosódia da Fala e O Acento em Português e em Línguas Crioulas, UFMA (2004). Línguas Indígenas Brasileiras, UNICAMP (2006).  Professora, Prefeitura Municipal de Petrolândia (1983-85). Professora de 1º grau da FUNAI, desde 1986. Assessora Ad Hoc, Fundação Ford (International Fellowships Program-IFP), desde 2006. Professora na UFAL (2006-08). Conselheira do CNE, desde 2008. Atualmente é Diretora Executiva Regional da FUNAI em Alagoas. Capítulo de livro: A Variação do /s/ na fala Pankararu - Fatores Linguísticos e Sociais, in Os Múltiplos Usos da Língua, Maria Denilma Moura (org.),.Maceió, EDUFAL, 1999,  p. 237-239; Artigos em periódicos: Variação Fonética da Vibrante /R/ na Fala Pankararu: Análise de Fatores Linguísticos in Leitura. Revista do Programa de Pós-Graduação em Letras (UFAL), Maceió, 2000, n.25, p. 47-60; Da Invisibilidade para a Visibilidade: Estratégias Pankararu in Índios do Nordeste: Temas e Problemas 4, EDUFAL, 2004, v. 4, p. 05-24; Notas Sobre o Povo Ofayé e Aspectos da Fonologia da Língua Ofayé, in Coletânea AXÉUVYRU, Ed. Universitária da UFPE, 2005, p. 141-158; Línguas Ameaçadas in Scientific American Brasil, 20 ago. 2006; A Classe Verbo em Ofaié: Aspectos Sintáticos in Leitura. Revista do Programa de Pós-Graduação em Letras (UFAL), 2007, v. 35, p. 109-13.


Para alteração no verbete, faça uma solicitação pelo formulário abaixo:

:



:
 

7 . 8 . 9 . 10 . 11 . 12 . 13 . 14 . 15